Arquivo

Archive for dezembro \24\UTC 2008

Discurso da formatura da FUMEC 2008

24 dezembro 2008 Deixe um comentário

Como professor homenageado da Pós-graduação da Fumec 2008, proferi o seguinte texto aos formandos.

===============================================

Boa noite aos alunos formandos do Curso de Gestão de Segurança da Informação, Engenharia de Software e Governança de TI, Gestão Estratégica em Marketing, Gestão Estratégica de negócios, Gestão Estratégica de Pessoas e à mesa diretora.

Aos escrever este discurso, estive pensando no que falar aos alunos, de forma bem abrangente, e que, de alguma forma, não reflita no período de convívio, mas sim em algo nunca mencionado em sala ou na literatura estudada. Portanto, irei proferir algumas palavras sobre o “erro, a preguiça e o bom profissional.” Existe uma diferença enorme entre ser o melhor profissional da empresa e o profissional perfeito. Ser um profissional perfeito atualmente é uma utopia.

Primeiramente, gostaria de expor um pensamento que às vezes compartilho em sala de aula com meus alunos.. “Você já percebeu que o mundo evolui graças aos preguiçosos? As invenções só surgem para facilitar a vida dos preguiçosos”.

Hoje temos o controle remoto para que não levantemos para ir a TV ou para abrir o portão da garagem. Escada rolante, elevador, escova de dente elétrica, calculadora, tudo isso inventado para evitar a fadiga. Até aparelho para evitar as dolorosas dores abdominais da academia, já inventaram. E tudo isso para quê? Para facilitar a vida dos preguiçosos.

Mas, para que essas invenções cheguem aos preguiçosos, precisamos de bons profissionais. Então como se tornar um profissional de destaque e ajudar aos preguiçosos?

Aqui começa minha segunda explicação. Você já observou como o erro está relacionado com o seu sucesso profissional?

Começo essa explicação traçando um paralelo entre o sucesso profissional e o erro. Para os que duvidam que o erro é a grande chave do sucesso, ou do fracasso, citarei alguns exemplos:

  • Por que o São Paulo Futebol Clube se tornou o atual campeão brasileiro? Porque errou menos.

  • Por que o Luis Hamilton se consagrou o campeão na formula 1 em 2008? Porque errou menos.

  • Por que o Diego Hipólito, mesmo estando muito preparado, perdeu a medalha de ouro nas olimpíadas da China? Porque errou mais.

Estar preparado é sim um ótimo alicerce, mas você não pode se esquecer da palavra “erro”.

O erro em algumas profissões são mais toleráveis do que em outras. Errar, em algumas profissões, pode trazer conseqüências terríveis.

Errar em um projeto de uma ponte, ou prédio, pode ser catastrófico. Errar no processo de contratação de pessoal, para uma grande obra, pode trazer prejuízos financeiros enormes e estes mesmos erros podem de alguma forma, acabar com sua carreira profissional.

É interessante notar que alguns visionários enxergaram no erro uma grande oportunidade de negócio. Algumas empresas já contemplam no seu ciclo de vida uma parte para correção de erros.

Você pode nem perceber, mas quando te chamam para fazer um recall estão fazendo o quê? Consertando um erro. É importante observar que esses erros, quando informados aos seus clientes, levam uma conotação até mesmo de um grande favor feito pelo fabricante.

O modelo de negócio campeão em trabalhar com erros e fazer dele uma grande oportunidade de negócio é a área de Tecnologia da Informação (TI). Esse modelo de negócio deixou seus clientes tão viciados nos erros dos seus produtos, que eles nem percebem mais do que se trata. A palavra HOTFIX ou SERVICE PACK lembra-te alguma coisa?

O único modo de evitar os erros é adquirindo experiência; mas a única maneira de adquirir experiência é cometendo erros…

Grandes pensadores também já comentaram sobre o erro:

  • Leonardo da Vinci disse – “Quem pensa pouco erra muito.”

  • Antero de Figueiredo disse – “O orgulho é o caminho do erro.”

  • Marco Túlio Cícero disse a 10 A.C. – “Todos os homens podem cair num erro, mas só os idiotas perseveram nele.”

Portanto, aqui deixo minha dica aos formandos, facilitem a vida dos preguiçosos e se tornem bons profissionais. Errem menos!

Categorias:Dicas