Arquivo

Archive for maio \25\UTC 2008

Entenda a relação de beleza e produtividade do KDE 4 + Compiz

Mesmo observando em vários blogs (e alunos) reclamando do novo KDE, resolvi adotá-lo por alguns dias, baixei e passei a usar o KDE 4.o.

Sabemos que ele ainda não esta completo, pois falta a compatibilidade de diversos aplicativos com a nova QT usada pelo novo KDE. Além dos pacotes recomendados instalei todos os demais que estavam disponível para baixar no meu apt-get (para simplificar usei o o adept), um comentário aparte para o novo dolphin e o kwrite que ficaram bem mais produtivos.

Ao usar a primeira vez, admito que achei um pouco diferente. Senti uma falta tremenda da barrinha launcher que sempre teve minhas aplicações favoritas.

Visitei diversos blogs sobre o assunto, principalmente em busca do assunto plasma e cheguei a um desktop perfeito pra min. Veja imagem abaixo

Clique na imagem para ampliar

Reparre que a primeira coisa que fiz foi acabar de vez com a histórica barra inferior do meu desktop de nome Kicker (aquela que tinha o relógio e o meu menu K).

Agora no KDE 4 todos aquelas funções, antes contidas na barra do kicker podem ser usadas como um “widgets”, ou seja, como um ícone do desktop. Essa inovação foi uma das coisas que diminuíram muito o consumo de memória. Além do consumo menor de memória agora nossa aplicação também ganhou mais área de trabalho.
O grande problema em usar esse tipo de desktop e alternar entre aplicativos. Bom ai entra o compiz ou os efeitos de tela do KDE 4. Eu resolvi usar o compiz de forma definitiva, pois antes era uma frescura sem muita produtividade. Agora os efeitos de janela, atalho de tela entre aplicativos e outros, são acionados diretamente de atalhos do teclado como o ALT + TAB, ALT+SUPER +TAB e etc. Somente experimentando essa dupla para entender o verdadeiro propósito da turma do KDE, “Beleza e Produtividade podem sim andar juntos”.

Categorias:Dicas